Fundo de Mulheres do Sul seleciona projetos sobre igualdade de gênero, até 20/3, em apoio à Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável

Fonte: http://www.onumulheres.org.br/noticias/fundo-de-mulheres-do-sul-seleciona-projetos-ate-203-sobre-igualdade-de-genero-em-apoio-a-agenda-2030-dos-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel/

As candidaturas só podem ser apresentadas em Espanhol ou Inglês. Depois de completar os documentos exigidos enviar por correio electrónico para liderando@mujeresdelsur.org No “Assunto” do e-mail incluir o nome do programa: “Liderando desde o sul”, seguido do nome da organização candidata

Clique aqui para acessar a íntegra do edital

O Fundo de Mulheres do Sul anuncia a sua primeira Chamada de Propostas do Programa Liderando desde o Sul e convida grupos, organizações, movimentos e redes locais, nacionais, sub-regionais e/ou regionais dirigidas por mulheres a apresentar propostas inovadores e de alto impacto, com foco na defesa e promoção dos direitos das mulheres e a igualdade de gênero, para ajudar a impulsionar a implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas focada no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 5 (ODS 5 – Igualdade de gênero), Os alvos de gênero dentro do ODS 1 (Fim da Pobreza), ODS 2 (Fome Zero), ODS 3 (Saúde e Bem-estar), ODS 4 (Educação de Qualidade), ODS 6 (água potável e saneamento), ODS 8 (trabalho decente e crescimento Económico), ODS-10 (Redução das Desigualdades), ODS-11 (Comunidades e Cidades Sustentáveis), ODS 13 (ação climática) e ODS 17 (Aliança para atingir os objectivos) e as questões de gênero relativas ao ODS 7 (energia acessível e limpa), ODS 9 (Indústria, Inovação e Infra-estrutura), ODS 12 (Produção e Consumo Responsável), ODS 14 (vida submarina), ODS 15 (vida dos ecossistemas terrestres) e ODS 16 (Paz, Justiça e instituições sólidas); que não incorporam metas específicas de gênero, mas são fundamentais para o alcance da igualdade e o desenvolvimento sustentável. As candidaturas de propostas deverão ser encaminhadas até 20 de março de 2017.

Na região da América Latina e o Caribe, o FMS vai entregar três tipos de doações de acordo com a categorização das organizações de mulheres estabelecidas para este programa: grandes organizações, organizações de porte médio e organizações de base. São abordagens priorizadas: direitos humanos; desenvolvimento sustentável; feminismo; perspectiva de gênero e empoderamento das mulheres; e diversidade, multiculturalismo e intersetorialidade.

Público-alvo – Será dada especial atenção às propostas que monstrarem um forte compromisso de trabalhar com mulheres e jovens que enfrentarem discriminações múltiplas em posições de exclusão política, económica, social, cultural e territorial. Isso pode incluir, mas não limitado a: mulheres que vivem em situação de extrema pobreza; agricultores; indígena; Afro-descendentes; rurais; mulheres em áreas urbanas marginalizadas; migrantes; trabalhadoras dos setores precários (domésticas, costureiras, etc.); mulheres com deficiência; mulheres que vivem com HIV/AIDS e/ou outras doenças sexualmente transmissíveis; defensoras do meio ambiente; lésbicas, bissexuais, transgêneros e intersexuais (LBTI); dirigentes sindicais; mulheres jovens; entre outras. O FMS incentiva iniciativas lideradas e/ou que integrarem a participação e agendas desses grupos.

Envio das propostas – As candidaturas só podem ser apresentadas em Espanhol ou Inglês. Note-se que as regras da chamada estão disponíveis em Francês e Português. No entanto, para efeitos de avaliação só propostas apresentadas em Espanhol ou Inglês serão aceitas. Depois de completar os documentos exigidos enviar por correio eletrônico para liderando@mujeresdelsur.org No “Assunto” do e-mail incluir o nome do programa: “Liderando desde o sul”, seguido do nome da organização candidata. Exemplo: Liderando desde o sul – Grupo La Revuelta. A organização receberá uma confirmação automática de recepção do e-mail.